Você realmente reconhece a importância de definir onde vai focar seus esforços para ter uma carreira ou empresa de sucesso?

A profissão do perito judicial ou da assistente técnico (que pode ser exercida tanto para pessoas físicas como para empresas), trouxe um mundo de área do conhecimento para dentro dos processos judiciais.

Partindo-se da premissa que a função do perito é de auxiliar o juiz da descoberta ou construção da verdade, profissionais de diversas ciências podem atuar como peritos ou assistentes.

1 – MOTIVO: O NICHO DE ATUAÇÃO É BEM EXTENSO

Imagem 1

QUEM PODE SER PERITO?

Profissionais da área de saúde (como médicos, fisioterapeutas, psicólogos, dentistas entre tantos outros);

– Engenheiros (todos), químicos, biólogos;
– Profissionais das áreas de administração de empresas, contabilidade, direito, economia;
– Ainda, profissionais do campo de informática;

Em resumo, podem ser peritos:

– os profissionais liberais;
– os aposentados e os empregados de empresas em geral;
– administradores, contadores, economistas, engenheiros, médicos, profissionais ligados ao meio ambiente, engenheiro e médico do trabalho, corretores de imóveis, fisioterapeutas, odontólogos, profissionais da área de informática, químicos, agrônomos, biólogos, arquitetos, entre outras.

Enfim, o leque do campo de atuação é enorme.

Contudo, as dúvidas são recorrentes entre estes profissionais, como:

– Será que posso ser perito ou assistente técnico?
– Tenho que ter conhecimentos jurídicos?
– Vale a pena investir em treinamentos para compreender esta profissão?
– Tenho que deixar meu emprego atual?
– É impossível resolver a inúmeras dúvidas que surgem com o tema, mas tentaremos, nos passos seguintes, permitir que você faça sua reflexão sobre esta profissão, ok? Vamos lá: 

2 – MOTIVO: FÁCIL INGRESSO NA PROFISSÃO

 Imagem 2

COMO SER PERITO ou ASSITENTE?

Para você se tornar perito judicial basta conhecer o procedimento de nomeação como perito, juntar toda documentação necessária como currículo e eventuais certidões (como de antecedentes criminais) e apresenta-las na vara judicial que você pretende atuar.

Outro caminho é se inscrever nos bancos de peritos que já existem em alguns Estados, seguindo as determinações ali retratadas.

Já para a atuação como assistente técnico, basta ser contratado por pessoa física ou jurídica para atuar em determinado processo, como por exemplo:

– perícia em que o empregado de uma empresa informa que trabalhou exposto a ruídos sem uso de equipamentos de proteção: o assistente irá proferir um parecer informando em defesa da parte contratada, fará a medição do ruído e ver se é contrária à norma que regulamenta o caso;

– perícia em que um indivíduo sofre um acidente de carro e tem uma lesão: O assistente, fisioterapeuta, médico ou dentista: poderá proferir seu parecer informando que a vítima poderá se recuperar fisicamente ou há possibilidade de implante dentário e valores de mercado, por exemplo;

– contadores, economistas, administradores podem auxiliar as partes na realização de atualizações do valor da sentença em um processo;

– Profissional da área de informática pode identificar se o e-mail enviado por um funcionário de uma empresa tem origem no computador daquele empregado, identificando o IP da máquina;

Enfim, são várias situações, do dia a dia forense que se faz necessário a presença do perito do juiz e dos assistentes das partes. 

3 – MOTIVO: FLEXIBILIDADE DE TEMPO, HORÁRIO

Ter qualidade de vida, trabalhar em casa, escolher o horário e dia da perícia – este é mais um motivo que faz muita gente refletir.

Embora o perito, assim como os demais sujeitos do processo possuem prazos para entregar o laudo – quem determina o dia e horário da perícia é o perito, enviando um simples e-mail para as partes.

Já o laudo, o perito pode confeccionar em sua residência, em seu tempo livre.

Poucas são as atividades que possibilitam tal liberdade em especial em tempos de crise e instabilidade econômica no país.

4- REMUNERAÇÃO, HONORÁRIOS DO PERITO 

Imagem 3

QUANTO GANHA UM PERITO?

O valor recebido por perícia realizada pode variar muito – em especial quando o perito se desloca até a empresa, usina, área rural etc.

Mas o dia a dia forense tem exposto valores entre R$2.000,00 à R$5.000,00. Existem, claro, processo que podem alcançar valores extremamente elevados, em especial pela exigência técnica qualificada como a análise de marcas e patentes, perícias de informática entre outras.

Na prática, 4 perícia por mês já pode garantir honorários superiores à R$10.000,00.

Existem peritos que possuem 500 – 800 processos em andamento ou assistências técnicas.

Alguns realizam 4 à 5 perícias em um único dia ! Isso mesmo, e receberão mais de R$10 mil reais relativo aquele dia.

CONCLUSÃO: APOSTE NESTE NOVO MERCADO LUCRATIVO E ALCANCE O SUCESSO

Imagem 4

Enfim, em razão destes motivos, centenas de brasileiros estão buscando conhecimento e informações para ingressar nesta atividade.

Veja, nenhuma decisão precisa ser definitiva. Você pode moldar sua história de acordo com o que desejar.

Caso encontre obstáculos em seu caminho, desvie, passe por cima, mas siga até chegar exatamente onde sempre sonhou.

Comece fazendo o necessário; depois faça o possível até alcançar o sucesso.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.